Tag Archives: frutas

  • -

13ª Feira de Pequenas Frutas, Artesanato e Mel

Tags : 

A 13ª edição da Feira de Pequenas Frutas, Artesanato e Mel e 3ª Feira de Frutas Nativas do RS, será realizada de 11 a 13 de dezembro, no Mercado Público de Vacaria/RS. O evento, que conta com o apoio do CETAP, foi lançado oficialmente no dia 18 de novembro, com a presença de autoridades do município, produtores de pequenas frutas e mel, artesãos e parceiros na realização da feira.

Confira a programação do evento:

11/12/2015 – Sexta-feira
13h30min – Início da feira. Recepção dos alunos das escolas municipais, estaduais e particulares.
14h30min – Premiação do Concurso Poema Ilustrado: Tema: Pequenas frutas e frutas nativas: importância nutricional, social, econômica e ambiental para a região.
15h – Apresentação cultural: “O livro sem imagem” – Cia Joker.
15h30min – Promoção da Alimentação Saudável: distribuição de pequenas frutas, sucos, mel e picolés aos alunos das escolas do município.
*Haverá parque infantil com brinquedos infláveis.
20h30min – Encerramento

12/12/2015 – Sábado
9h – Oficina de Artesanato I: Fuxico
Oficina de Artesanato II: Reciclagem de calças jeans.
Oficina de Culinária I: receitas com pequenas frutas. Instrutora: Helena Maria Santi Martins (Chácara do Aconchego)
15h – Corte e distribuição do Bolo Temático
16h – Oficina de Culinária II: receitas com frutas nativas. Instrutora: Lídia da Rocha Figueiró (Encontro de Sabores/Cetap)
17h – Oficina de Artesanato III: Fuxico
Oficina de Artesanato IV: Patchcolagem
18h – Apresentação cultural: William Michelon
Oficina de Culinária III: receitas com pequenas frutas e mel. Instrutora: Eline Prando (Blog Mel e Pimenta)
19h – Apresentações Artísticas: CTG Porteira do Rio Grande
20h – Apresentações Artísticas: CTG Porteira do Rio Grande
20h30min – Encerramento

13/12/2015 – Domingo
9h – Mateada com Erva Mate Tertúlia, Schneider e Cambona
Caminhada da Longevidade: Distribuição de sucos e sorteio de brindes aos participantes inscritos na caminhada, na chegada ao Mercado Público.
Local de Saída: Catedral Nossa Senhora da Oliveira
10h – Oficina de Artesanato V: Fuxico
Oficina de Artesanato VI: Patchcolagem
10h – Oficina de Culinária IV: receitas com pequenas frutas e mel. Instrutora: Eline Prando (Blog Mel e Pimenta)
10h – Apresentações Artísticas: CTG Porteira do Rio Grande
16h – Oficina de Culinária VI: receitas com pequenas frutas. Instrutor: Guilherme Hoff Bettamio (Senac)
14h – Oficina de Culinária V: receitas com pequenas frutas. Instrutor: Roque Antonio Rosa (Senac)
15h – Apresentação tradicionalista: Grupo Identidade
17h – Apresentação cultural: Raineri Spohr
18h – Sorteio de uma cesta temática com produtos da feira
20h30min – Encerramento

As inscrições para as oficinas de culinária podem ser feitas antecipadamente na Emater de Vacaria. Informações pelo telefone 3231 2100. A realização das feiras é da Prefeitura Municipal de Vacaria através da secretária municipal da Agricultura e Meio Ambiente, AppeFrutas, Avapis, Associação dos Artesãos de Vacaria, STR de Vacaria e Muitos Capões, Emater/RS, Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo e Governo do Estado do RS. Com apoio da UCS, UERGS, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, Cetap (Centro de Tecnologias Alternativas e Populares), Asvaal, Encontro de Sabores, Agenda 21, Rotary Club Vacaria, Fecomércio-RS, Senac, Embrapa e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

* Com informações da Prefeitura Municipal de Vacaria

  • -

Possibilidade de geração de renda conciliada à conservação da biodiversidade

Tags : 

No estado do Rio Grande do Sul, ao Sul do Brasil, frutas como jabuticaba, butiá, guabiroba, araçá fazem parte da cultura local. Muitas pessoas as conhecem ou lembram que na infância, de maneira lúdica, subiram em árvores para poder degustar o sabor silvestre. Entretanto, atualmente, a aquisição dessas frutas nativas ou de seus produtos derivados é restrita, principalmente pela baixa oferta nos mercados. Por isso, o consumidor acaba levando espécies exóticas, consideradas mais produtivas pelos produtores e que são facilmente encontradas em locais de comercialização de alimentos.

Existe uma riqueza de espécies nativas no Rio Grande do Sul, que historicamente foram negligenciadas ou pouco utilizadas. Percebendo isso, técnicos do Centro de Tecnologias Alternativas e Populares (Cetap), que é uma Organização Não Governamental (ONG) do município de Passo Fundo (RS), identificaram a possibilidade de geração de renda para os agricultores familiares ecologistas, situados em oito regiões do estado do Rio Grande do Sul, por meio da coleta de frutas das espécies nativas existentes em suas propriedades. Esses produtores utilizam sistemas de produção de base ecológica em pequenas áreas de terra, com mão de obra familiar, produzindo hortaliças, feijão, milho, mel, queijo artesanal e frutas nativas, as quais são utilizadas para consumo próprio e o excedente comercializado em feiras. Essa ONG iniciou o trabalho de assessoria técnica, buscando aliar a produção das frutas nativas com a conservação da biodiversidade local.

A proposta de criar uma cadeia produtiva surgiu com a ideia de preencher esta lacuna, com expectativa de promover desenvolvimento com geração de oportunidades aos agricultores familiares ecologistas acompanhados pelo Cetap, além de levar aos consumidores alternativas para uma alimentação natural e saudável, com sustentabilidade ambiental.


Buscar

Arquivo

Galeria de fotos