Construção do Plano Municipal de Apoio e Promoção do Extrativismo Sustentável em São Francisco de Paula

  • 0

Construção do Plano Municipal de Apoio e Promoção do Extrativismo Sustentável em São Francisco de Paula

De São Francisco de Paula, nos Campos de Cima da Serra do Rio Grande do Sul, a iniciativa “Agroecologia nos Municípios” traz notícias da construção coletiva de um Plano Municipal de Apoio e Promoção do Extrativismo Sustentável. O passo inicial é um diagnóstico que vai elencar a partir dos atores e atrizes que trabalham com o extrativismo quais são os pontos que poderiam melhorar a prática no rumo da sustentabilidade. O pinhão, semente da Araucária, símbolo cultural da região e do município, tem sido o protagonista neste momento, mas a ideia é trabalhar com a diversidade de espécies nativas.

A pergunta orientadora para a realização do diagnóstico é: “O que podemos melhorar no trabalho com o extrativismo?”. Já aconteceram diversos encontros e conversas envolvendo grupos de agricultoras e agricultores familiares, extrativistas, sujeitas e sujeitos sociais que têm sua vida ligada às práticas do extrativismo. A proposta inclui também ouvir outras vozes, envolver agentes de saúde e profissionais que atuam diretamente junto às populações e agentes gestores na costura entre a realidade atual e as demandas por melhorias nas práticas.

A mobilização e articulação está em processo através da atuação do Centro de Tecnologias Alternativas Populares (CETAP), que é consultor estadual da iniciativa “Agroecologia nos Municípios”, em conjunto com a Rede Ecovida de Agroecologia. Parceria com a Prefeitura Municipal de São Chico, como é carinhosamente conhecido o município, a partir da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, tem papel muito importante no desenvolvimento dos caminhos de construção do Plano Municipal de Apoio e Promoção do Extrativismo Sustentável.

De acordo com Tiago Zilles Fedrizzi, do CETAP, para São Francisco de Paula, que já possui forte impulso no turismo ecológico, dar mais visibilidade à atividade, ou seja, dar mais luz às práticas agrícolas históricas calcadas na esfera do extrativismo sustentável, que valorizam o conhecimento e as práticas locais envolvidas e são responsáveis por gerar renda e conservação ambiental, é a possibilidade de mostrar que floresta em pé é floresta que traz, também, retorno econômico.

São Francisco de Paula foi o município escolhido no Rio Grande do Sul para fazer parte da iniciativa “Agroecologia nos Municípios”, da Articulação Nacional de Agroecologia (ANA). O objetivo é promover, apoiar e sistematizar processos de mobilização e incidência política no nível municipal, visando à criação e ao aprimoramento de políticas públicas, programas, projetos, leis e experiências municipais importantes de apoio à agricultura familiar e à segurança alimentar e nutricional e que fortalecem a agroecologia.

Fonte: Assessoria de Imprensa/Articulação Nacional de Agroecologia (ANA)


Buscar

Arquivo

Galeria de fotos