O direito humano à alimentação é a base para a dignidade humana

  • -

O direito humano à alimentação é a base para a dignidade humana

O CRAS é responsável pela organização e oferta de serviços da Proteção Social Básica nas áreas de vulnerabilidade e risco social. Tem por objetivos a prevenção de situações de risco por meio do desenvolvimento de potencialidades, de aquisições e do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários.

A partir de 2021, o CRAS Continente II, em Florianópolis/SC, iniciou com as famílias, em sua maioria imigrantes da Venezuela, a horta comunitária. Semanalmente eles se reúnem em torno da horta para tecer o fortalecimento das relações e, por conseguinte, a construção de uma rede de proteção social. No espaço antes ocioso, hoje 50 tipos de alimentos são produzidos na horta “Madre Siembra”.

Uma questão de fundo importante da aproximação com o CRAS partiu da inquietação acerca da falta de acesso e do distanciamento da Agroecologia nas comunidades vulnerabilizadas. O CRAS Continente II tornou-se um espaço de exercício de cidadania, de acolhimento e pertencimento após o início das atividades de Agricultura Urbana, Agroecologia e Segurança Alimentar e Nutricional.

Construção social dos mercados no Sul do Brasil: aproximando produtores e consumidores de alimentos agroecológicos
Realização: Cepagro, Centro Vianei, CETAP e AS-PTA
Apoio: Misereor
Roteiro e direção: Marcelo S. Araujo
Produção: MDA Comunicação Integrada
Coordenação: Clara Comandolli de Souza, Edson José Klein, Fábio Silva, Gisa Garcia, Nayme Pigozzi e Natal João Magnanti


Buscar

Arquivo

Galeria de fotos