Tag Archives: 30 anos

  • -
250417-equipe-cetap

Cetap comemora 30 anos e reafirma importância da organização e mobilização social para o desenvolvimento sustentável

Tags : 

O Centro de Tecnologias Alternativas Populares – Cetap – concluiu as atividades em comemoração aos seus 30 anos de fundação no dia 25 de abril. O evento reuniu agricultores, consumidores de produtos orgânicos, associados, colaboradores e ex-colaboradores, além de representantes de entidades e organizações parceiras.

Inicialmente alguns depoimentos relembraram o contexto da criação do centro e alguns destaques da trajetória. O controle biológico, a produção de sementes crioulas, os experimentos técnicos nas unidades de produção, a discussão sobre a evolução das tecnologias alternativas para o novo conceito de agroecologia, a articulação em redes, a ascensão da atuação das mulheres e a integração entre urbanos e rurais, foram alguns dos pontos abordados.

Para Juliana Dalla Libera, professora em Ibiraiaras/RS e integrante do Cetap, “há de se ter um olhar especial aos consumidores, que são parte da engrenagem da produção de alimentos saudáveis. Essa aliança entre consumidores e agricultores surge como um desafio para impulsionar o desenvolvimento sustentável”.

Um painel buscou responder “Qual o papel das Organizações da Sociedade Civil e das entidades de cooperação na agricultura sustentável, de base ecológica e com baixo carbono?”.  A moderação do painel foi feita por Lauro Foschiera, coordenador executivo do Cetap. Falaram sobre o tema os seguintes convidados:

  • Laercio Meirelles, Engenheiro Agrônomo, coordenador do Centro Ecológico Litoral e coordenador da OPAC – pessoa jurídica do Sistema Participativo de Agroecologia.
  • David Ivan Fleischer, representante da Inter-American Foundation (IAF) para Brasil e Uruguai. Doutor em antropologia cultural e mestre em antropologia social, atua junto aos povos indígenas, comunidades quilombolas, reforma agrária e projetos com foco no meio ambiente e segurança alimentar.
  • Paulo Cirne, Promotor Público Estadual da Promotoria de Justiça Especializada de Passo Fundo. Reconhecido pela atuação na defesa das causas ambientais e controle e restrições do uso de agrotóxicos.
  • José Cleber Dias de Souza, Engenheiro Agrônomo, atua como Fiscal Federal Agropecuário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Tem experiência na área de Extensão Rural e faz parte da Comissão Estadual de Produção Orgânica – CPOrg/RS.
  • Jeremy Coon, representante da Inter-American Foundation (IAF) para Bolívia e iniciativas regionais no Chaco. Doutor em desenvolvimento econômico internacional, atua em projetos de desenvolvimento econômico local, para micro e médias empresas, treinamentos empresariais, finanças de cadeia de valor, planejamento estratégico e capacitação de ONGs.
  • Rogério Neuwald, Engenheiro Agrônomo e Secretário Executivo da Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica, da Secretaria Geral de Governo da Presidência da República, em Brasilia/DF.
  • Marcio de Andrade Madalena, Delegado Federal da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário no Estado do Rio Grande do Sul.

Em seguida foi realizada uma homenagem para pessoas que tiveram papel de destaque na história do Cetap. Para a entrega do troféu, foram convidados representantes de organizações e grupos de agricultores que contam com o acompanhamento técnico da entidade.

Após este momento, os convidados participaram de um coquetel organizado por grupos de empreendimentos de produtos orgânicos de diferentes municípios onde o Cetap atua. Foram apreciados pratos quentes a base de pinhão e carne, queijos, embutidos, salgados, panificados e bolos, além de sucos de frutas nativas e vinho de uva orgânica. Apresentações artísticas e culturais fecharam a noite, que mesmo muito chuvosa, foi aquecida pela presença de mais de 300 pessoas.

O Centro de Tecnologias Alternativas Populares (Cetap) foi criado no ano de 1986, motivado pela percepção da necessidade de mudança de uma realidade de empobrecimento dos agricultores e forte êxodo rural, associados à questões ambientais de contaminação do solo, da água, dos alimentos e dos trabalhadores rurais. A entidade foi constituída com a participação de representantes de diversos segmentos sociais do meio rural, como um espaço para a construção de outra proposta tecnológica, de organização da produção e de desenvolvimento rural.

Para realizar suas atividades, o Cetap conta com uma equipe multidisciplinar de trabalho, que realiza projetos com apoio de entidades de cooperação e organizações nacionais e internacionais, além de parcerias com órgãos públicos municipais, estaduais e federais. “Buscamos estimular o desenvolvimento de uma agricultura sustentável que se orienta nos princípios da agroecologia e protagonismo de quem a realiza. Dedicamos especial atenção ao acompanhamento dos agricultores na produção de alimentos com qualidade e diversidade, para garantir a segurança alimentar e nutricional das pessoas”, finaliza Lauro Foschiera, coordenador executivo do Cetap.


  • -
250417-homenageados

Cetap faz homenagem para pioneiros, colaboradores e entidades parceiras

Tags : 

No dia 25 de abril, durante o evento em comemoração aos 30 anos do Cetap, realizado em Passo Fundo/RS, foram homenageadas 15 pessoas representando todos que ao longo destas três décadas se dedicaram à produção agroecológica e participaram de forma efetiva da história do centro. Também sete organizações e entidades parceiras receberam o troféu pelo incentivo às ações promovidas pelo Cetap e apoio à produção orgânica.

 

Agricultores e agricultoras

Representando o pioneirismo e a persistência na produção e na comercialização de alimentos orgânicos, foram homenageados jovens, mulheres e homens, em nome de todos os agricultores e agricultoras que fazem parte desta caminhada de 30 anos.

>> Gabriela Favreto – do grupo Sagra Italiana, de São Domingos do Sul, representa a fibra e persistência da mulher jovem na produção e na comercialização através das feiras. Se precisar, assume até o desafio de aprender a dirigir caminhão.

>> Helena Pressi – representando as mulheres agricultoras e feirantes e também como uma forma de homenagear Jair Pressi, seu irmão, que já partiu, mas deixou um legado de persistência, liderança, diálogo e parceria.

>> Alceo Primel – desde os tempos da Pastoral da Juventude lutando pela agricultura, pela feira, pelo jantar ecológico, sempre pronto para receber visitas e querendo a união de forças no espaço familiar e junto aos vizinhos.

>> Belomir Campos de Almeida – representa a força, a perseverança e garra das mulheres, pessoas e famílias que são reassentadas e, com todos os desafios, persistem na produção de alimentos saudáveis para a população.

>> Oscar Cecatto – representa a simplicidade, o conhecimento e a persistência dos pequenos agricultores que não estavam na fase inicial do Cetap, mas depois de conhecerem a proposta, se integram com quem produz e comercializa.

 

Associados e coordenadores

Não podemos deixar de prestar nossa homenagem aos associados e coordenadores que colaboraram e colaboram de diferentes formas com a caminhada do Cetap. Hoje eles representam todos os associados.

>> Lauro Brum   – foi dirigente sindical e o primeiro Coordenador Geral do Cetap no período de criação e constituição da instituição. Ele representa as lideranças das organizações rurais.

>> Gilmar Sagiorato – representa os pequenos agricultores associados e colaboração deles na construção desta historia.

>> Amarildo Seco – representa o interesse e dedicação dos jovens rurais que através da Escajur (Escola Alternativa da Juventude Rural) fizeram a caminhada pela valorização dos jovens na prática da agricultura ecológica. Através dele homenageamos aos jovens de antigamente e aos jovens de sempre.

>> Zulmir Calegari – representa os agricultores assentados associados que colaboraram com o Cetap. No período da Ditadura Militar ele entrou para a lista do DOPS, tendo em sua ficha a descrição de “ter participado da criação de um Centro em 1986…” e este centro se chama Cetap.

>> Juliana Dalla Libera  – representa as mulheres que de forma apaixonada se dedicam à educação das crianças e, na educação, adotam a agroecologia como base orientadora. Paixão, educação, produção, parcerias são partes importantes na caminhada do Cetap e a Juliana simboliza isso.

 

Funcionários e ex-colaboradores

Ao homenagear os colaboradores que fizeram parte da Equipe de Funcionários e outros que colaboraram na construção de projetos, destacamos que o sucesso na gestão e execução cotidiana do trabalho só foi possível pela dedicação e empenho de toda a equipe.

>> Lino De David – representa os idealizadores e os que deram os primeiros passos nesta caminhada – UM Sonho, UM Projeto. Teve atuação determinante na busca das condições para criação do Cetap e no conjunto de ações iniciais que deram frutos que alimentam o corpo, a alma e as ideias. O Lino foi o timoneiro desta obra.

>> Álvaro Dellatorre – representa os membros da família Cetap, da equipe de profissionais que depois de um tempo foi realizando a expansão junto aos movimentos e organizações sociais, auxiliando-as no serviço de orientação técnica aos agricultores assentados e ajudando a criar institucionalidades.

>> Luci Cé – a experimentação nas propriedades permitiu conhecer a Luci e sua família. Depois de um bom tempo trabalhando juntos, eles fizeram a opção de ter sua terra própria e produzir alimentos diversos e saudáveis. A capacidade de influenciar positivamente as mulheres foi muito importante na orientação das ações.

>> Ângela Cordeiro – garra, conhecimento, determinação, parceria… é o que a Ângela representa. Mesmo não fazendo parte da equipe, sempre colaborou com ideias e ações importantes ao longo desta história.

>> Adilson Belé  – disponibilidade, iniciativa, disposição, persistência… querer fazer acontecer, assim é o Belé. Ele representa os colegas e amigos, sempre pronto para ajudar e contribuir. A história do Cetap tem bastante desta amizade dentro do grupo de colaboradores e queremos que assim permaneça.

 

Entidades e Organizações parceiras

Queremos dar destaque para as entidades de cooperação que foram fundamentais para a ampliação e consolidação da agricultura ecológica. Elas tiveram um papel importante para que a Agricultura Ecológica e orgânica avançasse tanto quanto, ou mais que as políticas públicas existentes. Fortalecer as Institucionalidades da sociedade civil tem sido um dos objetivos da atuação do Cetap.

>> Fundação Inter-Americana – a IAF foi colaboradora e cooperadora nos primeiros 10 anos e agora é parceira novamente há quase 5 anos. Sua dedicação à Agricultura Ecológica merece ser destacada pelas contribuições dadas às organizações da sociedade civil vinculadas à Rede Ecovida e também por sensibilizar gestores públicos para que também apoiem esta forma de fazer agricultura e produzir alimentos.

>> Coonalter – queremos homenagear a entidade que representa quem materializa as ideias, quem opera a organização da comercialização, desta forma homenageamos todas as organizações dos agricultores, sejam cooperativas ou associações. A Cooperativa dos Agricultores Ecologistas também estimula a aproximação e apoio da população urbana na temática da Segurança Alimentar e Nutricional.

>> AS-PTA – foi a gestora da ideia inicial de criação do Centro. Ao homenageá-la queremos agradecer a todos os que colaboraram e lembramos de alguns nomes: Silvio Gomes de Almeida (que deve estar nos ouvindo mesmo não presente), Jean Marc, Fleck… fica nosso agradecimento a todos os pioneiros desta ideia de estimular centros para uma nova agricultura.

>> Consórcio de Organizações de Apoio da Rede Ecovida – as Organizações Sociais,  também chamadas de ONGs, realizaram inúmeras ações de forma articulada. A agricultura ecológica e a agroecologia no Rio Grande do Sul tiveram muito apoio das organizações que fazem parte do Consórcio formado pelo Centro Ecológico, os 3 CAPAs, a Arede, a Anama e o Cetap.

>> Reserva Maragato – disposição, serenidade, parceria, complementariedade, determinação em prol da preservação. Falar é bom, mas fazer é melhor ainda. As parcerias para ampliar conhecimentos e resultados sempre foi muito salutar na relação entre o Cetap e a Reserva Maragato, idealizada e implementada pelo Rogerio Benvegnú.

>> Misereor – sempre colaborou com o Cetap desde a sua criação e com a construção da Agricultura Ecológica, mesmo reduzindo sua presença no Sul do Brasil neste momento, merece nosso reconhecimento.

>> Rede Internacional Terra Futuro – Framtidsjorden – também teve colaboração histórica nesta caminhada de uma agricultura mais limpa, estimulando e desafiando para o consumo responsável.


  • -
051016_feira-aniversarios-sananduva-cp

Encontro da Diversidade Orgânica de Sananduva integra comemorações pelos 30 anos do Cetap

Tags : 

Nos dias 4 e 5 de novembro foi realizado o Encontro da Diversidade Orgânica de Sananduva, em comemoração aos 30 anos do Cetap (Centro de Tecnologias Alternativas Populares), 20 anos da Feira Ecológica de Sananduva e 15 anos da Coopvida (Cooperativa de Produtores de Alimentos Orgânicos em Economia Solidária LTDA).

Na noite de sexta-feira, dia 4, foi realizado um seminário com o tema Segurança Alimentar e Nutricional: comercialização e abastecimento agroecológico. Para contribuir no debate deste tema, aconteceu um painel com o relato de experiências da Feira Ecológica de Sananduva, da Coopvida, da Utopia Gourmet, do Grupo de Consumidores Conscientes de Alimentos Orgânicos de Lagoa Vermelha e de representantes do Centro Vianei, de Lages/SC, do Cepagro, de Florianópolis/SC e da AS-PTA, de Palmeira/PR. A noite contou também com um momento cultural organizado pelo CTG Doze Braças, de Sananduva/RS e pela a 2º Prenda do Rio Grande do Sul.

No sábado, conjuntamente com a Feira Ecológica, foi montado um espaço para exposições e explanações sobre os insumos utilizados na agricultura orgânica, o processo de certificação dos orgânicos, abelhas nativas, frutas nativas e seu beneficiamento, biodiversidade e a importância do consumo e alimentação saudáveis.
Além do público que tradicionalmente comparece à feira, participaram das atividades alunos de escolas locais e da UERGS, representantes de grupos de Passo Fundo, Lages, Florianópolis, Palmeira, São João da Urtiga, David Canabarro, Ibiraiaras e outros municípios da região. No local também foram desenvolvidas ações do “Novembro Azul”, com orientações e exames de saúde.

O Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar de Sananduva promoveu uma roda de conversa sobre o tema juventude e sucessão rural. Os visitantes de outros municípios também tiveram a oportunidade de participar de um intercâmbio e conhecer a propriedade de um agricultor com certificação de produto orgânico.

Os produtores da Feira Ecológica ofereceram um variado café da manhã, com frutas, sucos, bolachas e panificados de forma gratuita a todos os presentes. Ao longo do evento os participantes e os consumidores sananduvenses puderam conhecer melhor como se dá a produção e a comercialização dos produtos regionais e agroecológicos e ainda como um consumo consciente pode influenciar na saúde, na conservação do meio ambiente e da biodiversidade. A demanda consciente por produtos de qualidade e saudáveis é uma importante forma de apoiar a agricultura familiar e a produção de alimentos.

 

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

  • -
230416_30anos_Tres_Arroios-cp

Comemoração dos 30 anos do Cetap reúne centenas de agricultores em Três Arroios

Tags : 

Homenagem aos pioneiros e colaboradores foi ponto alto do evento

No sábado, dia 23 de abril, aconteceu em Três Arroios, na região do Alto Uruguai do Estado do Rio Grande do Sul, a segunda atividade dentro da programação de comemoração dos 30 anos do Centro de Tecnologias Alternativas Populares – Cetap. Participaram cerca de 400 agricultores e representantes de diversas organizações e entidades da região.

O evento foi um importante momento de retomar a história da organização dos agricultores na região, especialmente na perspectiva da produção da agricultura familiar, dos ensaios e cultivo de sementes crioulas, da luta por crédito agrícola, além da produção agroecológica e comercialização de alimentos orgânicos. Uma montagem a partir de vídeos produzidos pelo Cetap e entidades parceiras nas décadas de 1980 e 1990 buscou recuperar diferentes momentos e ações que envolveram agricultores de Três Arroios/RS e região. Em seguida, estes mesmos personagens e outras lideranças locais, além de integrantes do Cetap, participaram de um painel, retomando a história, o trabalho, os desafios, a luta e os projetos que resultaram em inovações importantes para a agricultura familiar, que serviram de inspiração e foram partilhadas com muitos outros agricultores e agricultoras por todo o país.

O Cetap também realizou uma homenagem com a entrega de placas comemorativas para as lideranças da região que tiveram participação no trabalho realizado pela entidade ao longo deste período de 30 anos. O agradecimento foi feito para famílias de agricultores e colaboradores pela importante contribuição na construção de práticas inovadoras na agricultura, pautadas em princípios da agroecologia e na preservação dos recursos naturais, garantindo a produção e o consumo de alimentos saudáveis.  Após as homenagens, foi servido um churrasco preparado pela comunidade de Vaca Morta, local onde foi realizado o encontro.

Também foram montadas bancas temáticas com sementes de alimentos, produtos da agricultura familiar, materiais produzidos pelo Cetap e arquivos fotográficos com registros da atuação da entidade ao longo destas três décadas de história. Além da partilha de informações sobre o trabalho realizado, os agricultores presentes puderam levar para casa sementes e mudas de árvores. Ao longo da tarde, diversas atividades culturais e desportivas garantiram a integração dos presentes.

Confira alguma fotos:

30 Anos – Evento Em Três Arroios/RS – 23/04/2016

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

  • 0
051215_30anos_lagoa-vermelha-cp

Lagoa Vermelha sedia primeiro evento em comemoração aos 30 anos do Cetap

Tags : 

Lagoa Vermelha, na região nordeste do Estado do Rio Grande do Sul, sediou o primeiro evento em comemoração aos 30 anos do CETAP (Centro de Tecnologias Alternativas Populares). A atividade, realizada no sábado, dia 5 de dezembro de 2015, contou com participação de agricultores e representantes de entidades de diversos municípios gaúchos.

A programação iniciou com uma exposição sobre o trabalho realizado pelo Cetap. Além de exposição de bancas temáticas, os visitantes puderam adquirir produtos da agricultura familiar e degustar alimentos especialmente preparados para este momento. Após um momento de mística, foi possível compartilhar aprendizados e relembrar os desafios e conquistas mais marcantes nesta caminhada. Ao longo dos próximos meses outras atividades, em diferentes locais, darão sequência nas comemorações pelos 30 anos da entidade.

Confira algumas fotos do evento:

30 Anos – Evento Em Lagoa Vermelha/RS – 05/12/2015

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

  • -
logo-30anos-fundo-01-850px

Cetap inicia comemorações dos seus 30 anos

Tags : 

Em 2016 o Centro de Tecnologias Alternativas Populares ( Cetap) comemora 30 anos de atuação. Para marcar esta data serão realizadas diversas atividades ao longo de um ano. O primeiro evento, abrindo as comemorações, será no dia 5 de dezembro de 2015, em Lagoa Vermelha/RS.

A atividade inicia às 16h, na Praça Frei Mateus, com uma exposição sobre o trabalho realizado pelo Cetap. Entre os objetivos, está proporcionar a integração entre agricultores que produzem alimentos ecológicos e orgânicos e o público consumidor do meio urbano. Logo após, acontece no salão paroquial um coquetel com alimentos ecológicos e orgânicos.

O CETAP é uma organização sem fins lucrativos, que trabalha pela defesa e garantia de direitos, formação, capacitação e promoção da cidadania. Buscamos estimular o desenvolvimento de uma agricultura sustentável que se orienta nos princípios da agroecologia e protagonismo de quem a realiza.